Serviços

 

CERTIFICADO DE
DEPÓSITO
BANCÁRIO 

 

Aprenda a negociar taxas melhores para seus investimentos bancários. Conheça novas instituições com condições mais atrativas.

 

TESOURO DIRETO.

 

Empreste seu dinheiro para o governo. Conheça agora títulos de renda fixa  pré e pós fixados a inflação e a taxa Selic. Saia da poupança agora mesmo.

 

BOLSA DE VALORES

 

Desmistifique a Bolsa de Valores, conheça este mercado. Entre para o mundo dos grandes investidores investindo em ativos que cabem no seu bolso. 

       

         BITCOIN

 

Conheça a moeda da era digital, o Bitcoin e as demais criptomoedas ao seu alcance. Sem burocracias, fácil de utilizar, segura e aceita no mundo todo. Compre e venda criptomoedas sozinho.

Renda Fixa

Renda fixa é um termo que se refere a qualquer tipo de investimento que possui regras de remuneração definidas no momento da aplicação no título. Essas regras estipulam o prazo e a forma que a remuneração será calculada e paga ao investidor

Tesouro Direto

O Tesouro Direto é o Programa do Tesouro Nacional para a compra e venda de títulos públicos. São diversos títulos com rentabilidades lastradas em indicadores como o IPCA e a SELIC, de baixo risco, com diversos prazos e a flexibilidade de aplicações a partir de R$30,00.

NTN

As Notas do Tesouro Nacional série B (NTNB) são títulos com rentabilidade vinculada à variação do IPCA, acrescida de juros definidos no momento da compra. Por se tratar de um título pós-fixado, a rentabilidade a ser recebida pelo investidor variará até a data de vencimento.

LFT

LFT é um título pós-fixado, cuja rentabilidade segue a variação da taxa SELIC, a taxa de juros básica da economia. Sua remuneração é dada pela variação da taxa SELIC diária registrada entre a data de liquidação da compra e a data de vencimento do título, acrescida, se houver, de ágio ou deságio no momento da compra1.

LCA e LCI

As Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) são títulos de renda fixa emitidos por bancos e têm o mesmo nível de segurança da poupança. São parecidos com os Certificados de Depósito Bancário (CDBs), porém isentos de imposto de renda

CDB

O CDB (certificado de depósito bancário) é um título que os bancos emitem para se capitalizar – ou seja, conseguir dinheiro para financiar suas atividades de crédito. Portanto, ao adquirir um CDB, o investidor está efetuando uma espécie de “empréstimo” para a instituição bancária em troca de uma rentabilidade diária.

Existem três tipos principais de CDB: o prefixado, o pós-fixado e os que pagam juros mais um índice de inflação. No primeiro, o investidor negocia com o banco uma taxa predefinida e, durante a vigência daquele título, receberá sempre a remuneração que foi acordada.

Letra de Câmbio - LC

letra de câmbio é uma espécie de título de crédito, ou seja, representa uma obrigação pecuniária, sendo desta autônoma.

A emissão da letra de câmbio é denominada saque; por meio dele, o sacador (quem emite o título), expede uma ordem de pagamento ao sacado (pessoa que deverá paga-la), que fica obrigado, havendo aceite, a pagar ao tomador (um credor específico), o valor determinado no título.

A letra de câmbio é mais usada em operações de crédito entre financiadoras e comerciantes, enquanto em operações mercantis internas a prazo o título mais comum é a duplicata.

Letra Imobiliária - LI

As Letras Imobiliárias Garantidas, ou LIGs, são títulos de renda fixa emitidos por instituições financeiras com a finalidade de injetar recursos no mercado imobiliário. A rentabilidade fica atrelada à taxa de juros ou então a indicadores como o Índice de Preços ao Consumidor (IPCA).

Letras Hipotecárias - LH

Letra Hipotecária (LH) é um título de dívida, emitido por Instituições Financeiras autorizadas a conceder créditos hipotecários, ou seja, Caixa Econômica Federal, Bancos Múltiplos com Carteira de Crédito Imobiliário, Associações de Poupança e Empréstimo, Sociedades de Crédito Imobiliário e Companhias Hipotecárias.

Fundos de Investimento

Um fundo de investimento é uma forma de aplicação financeira, formada pela união de vários investidores que se juntam para a realização de um investimento financeiro, não possuindo personalidade jurídica, e sendo constituído tal qual um condomínio, visando um determinado objetivo ou retorno esperado, dividindo as receitas geradas e as despesas necessárias para o empreendimento. A administração e a gestão do fundo são realizadas por especialistas contratados. Os administradores tratam dos aspectos jurídicos e legais do fundo, os gestores da estratégia de montagem da carteira de ativos do fundo, visando o maior lucro possível com o menor nível de risco.

Fundos de Investimento em Renda Fixa

Deve possuir, no mínimo, 80% da carteira em ativos relacionados diretamente, ou sintetizados via derivativos, ao fator de risco que dá nome à classe (variação da taxa de juros doméstica ou de índice de inflação, ou ambos)

Fundos de Ações

 

É um fundo onde:

a) Deve possuir, no mínimo, 80% da carteira em ativos relacionados diretamente, ou sintetizados via derivativos, ao fator de risco que dá nome à classe (variação de preços de ações admitidas à negociação no mercado à vista de bolsa de valores ou entidade do mercado de balcão organizado).

b) Deve possuir, no mínimo, 67% (sessenta e sete por cento) da carteira em ações admitidas à negociação no mercado à vista de bolsa de valores ou entidade do mercado de balcão organizado.

Fundos de Investimento Multimercado

Deve possuir políticas de investimento que envolvam vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em especial ou em fatores diferentes das demais classes previstas. Entre os multimercados mais conhecidos, estão:

  • Multimercado Referenciado DI – Que se utilizada da rentabilidade basica do CDI para fazer suas operações;
  • Multimercado Long & Short – Fundo de arbitragem de ações;
Debentures

Debêntures é um título de dívida em que seu investimento é um empréstimo para determinada empresa que não seja uma instituição financeira ou uma instituição de crédito imobiliário. Assim o investidor se torna um credor da empresa em questão e recebe juros fixos ou variáveis ao final do período pactuado.

Renda Variável
 

Ativos de renda variável são aqueles cuja remuneração ou retorno de capital não pode ser dimensionado no momento da aplicação, podendo variar positivamente ou negativamente, de acordo com as expectativas do mercado. Os mais utilizados são: ações, fundos de renda variável (fundo de ação, multimercado e outros), quotas ou quinhões de capital, Commodities (ouro, moeda e outros), derivativos (contratos negociados nas Bolsas de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas), e imóveis (FIIs, especulação e retorno de aluguéis).

Ações

Ações são as parcelas que compõem o capital social de uma empresa, ou seja, são as unidades de títulos emitidas por sociedades anônimas.

Quando as ações são emitidas por companhias abertas ou assemelhadas, são negociados em bolsa de valores ou no mercado de balcão.

As ações representam a menor fração do capital social de uma empresa, ou seja, é o resultado da divisão do capital social em partes iguais, sendo o capital social o investimento dos donos na empresa, ou seja, o patrimônio da empresa, esse dinheiro compra máquinas, paga funcionários etc. O capital social, assim, é a própria empresa.

Dólar

O dólar dos Estados Unidos ou dólar americano é a moeda oficial dos Estados Unidos e utilizada no mundo inteiro, tanto em reservas internacionais como em livre circulação em alguns países. 

A moeda pode ser negociada de forma escritural em casas de cambio, em plataformas digitais como instituições financeiras, casas de cambio digital, em plataformas de negociação digital como a FOREX, ou em forma de contratos futuros na BM&F Bovespa. 

Opções

As opções, que são uma forma de derivativo, podem ter como objeto, ou seja, “derivar” de diversos tipos de ativos, tal como uma moeda estrangeira, por exemplo. No caso das opções negociadas na Bovespa, estas dão o direito ao seu titular de comprar ou de vender ações em uma data futura, ou seja, o ativo-objeto dessas opções são ações.

Contratos Futuros

Contratos futuros são acordos de compra ou venda de ativos para uma data futura a um preço estabelecido entre as partes no momento da negociação. Os futuros são negociados exclusivamente em bolsas de valores e são padronizados em relação à quantidade e qualidade do ativo, formas de liquidação, garantias e prazos de entrega. Originalmente criados para a negociação de commodities, os contratos futuros evoluíram e passaram a ser utilizados também na negociação de ativos financeiros como índices e moedas. 

Contratos de Café

Contrato de Café negociado na Bm&F

Objeto de negociação                                                            

Café arábica em grão, tipo 6 ou melhor, bebida dura ou melhor

Tamanho do contrato

100 sacas de 60kg líquidos

Contratos de Soja

Contrato de Soja negociado na Bm&F

Objeto de negociação

Soja em grão a granel tipo exportação.

Tamanho do contrato

           450 sacas de 60kg ou 27 toneladas métricas

Contratos de Boi Gordo

 

Contrato de Boi gordo negociado na Bm&F

Objeto de negociação                                                                                                  

Bovinos machos, com 16 (dezesseis) arrobas líquidas ou mais de carcaça e idade máxima de 42 (quarenta e dois) meses.

Tamanho do contrato

330 arrobas líquidas (1 arroba = 15kg)

Contrato de Milho

 

Contrato de Milho negociado na Bm&F

Objeto de negociação                                 

Milho em grão a granel, com odor e aspectos normais, duro ou semi-duro, amarelo, da última safra, com máximo de 14%

Tamanho do contrato

27 toneladas métricas de milho em grão a granel ou 450 sacas de 60kg

 

Dólar Futuro

Cada contrato futuro de dólar negociado no Mercado BM&F estabelece um acordo de compra e venda de US$ 50.000,00 (cinquenta mil dólares americanos). O preço de cada contrato é estabelecido no momento de sua negociação, porém o pagamento apenas ocorre em sua data de vencimento.

Operações a Termo

As operações a Termo são um tipo de financiamento para compra de ações.

O comprador se torna dono da ação imediatamente, mas o pagamento será feito em uma data futura, acordada entre o comprador e o vendedor no momento da abertura da operação. Em troca de adiar o pagamento, o vendedor do termo receberá uma taxa. Embora tenha que esperar mais para ser remunerado por suas ações, o vendedor receberá um valor maior do que o da venda à vista.

Quem compra a termo paga mais do que o preço de mercado da ação, mas garante a oportunidade de negócios antes de ter o valor disponível para a compra. É uma operação vantajosa para quem acredita que a valorização do papel será maior do que a taxa paga pelo prazo da operação. Para o vendedor, esta é uma forma de remunerar sua carteira mitigando o risco de mercado.

Análise Técnica

Análise Técnica é uma ferramenta utilizada tanto por especuladores profissionais (conhecidos como tradersoperadores ou negociantes de mercado institucionais), como por amadores para análise do movimento de preço de alguns ativos financeiros (principalmente ações de boa liquidez), com base na oferta e procura destes ativos financeiros com o objetivo de lucrar através da identificação dos melhores pontos possíveis de entrada e saída em negociações de compra ou venda dos mesmos.

Análise Fundamentalista

Análise fundamentalista (ou Análise fundamental) é a análise da situação financeira, econômica e mercadológica de uma empresa, um setor ou dado econômico, uma commodity ou uma moeda e suas expectativas e projeções para o futuro.

A análise fundamentalista é um campo da análise econômica que lida com um amplo espectro de análises e interpretação das mesmas; indo da macro à microeconomia, passando por finanças internacionais até ciências política e econômica. Variando suas interpretações de um grau razoável de possível acuidade ao total subjetivismo, visto que tais análises e interpretações podem ir desde uma relativamente simples análise e interpretação de balanços de uma única empresa até a possível influência que dados econômicos nacionais possam ter sobre o desempenho desta mesma empresa e/ou sobre todo o setor da economia no qual esta empresa está inserida, e/ou o câmbio (no caso de ser uma empresa com negócios internacionais), e/ou numa commodity (dependendo de quais insumos são matérias-primas desta empresa). E isto apenas em relação à análise fundamentalista de uma única empresa.

Índice Futuro

Cada contrato futuro de Ibovespa (Índice Bovespa) negociado no Mercado BM&F estabelece um acordo de compra e venda de 100% da pontuação do principal índice de referência do mercado de ações brasileiro. O preço de cada contrato é estabelecido no momento de sua negociação, porém o pagamento apenas ocorre em sua data de vencimento.

A cotação do contrato futuro de Índice Bovespa é estabelecida em real brasileiro (R$ 1,00/1 ponto) e o lote padrão de negociação deste derivativo é composto por 5 contratos.

Hedge

Hedge é uma estratégia de proteção para os riscos de um investimento, que neutraliza a posição comprada ou vendida para que seu preço não varie. Ao fazer uma operação de hedging, o investidor tem como objetivo eliminar a possibilidade de perdas futuras.

Upload Image...

       

         BITCOIN

 

Conheça a moeda da era digital, o Bitcoin e as demais criptomoedas ao seu alcance. Sem burocracias, fácil de utilizar, segura e aceita no mundo todo. Compre e venda criptomoedas sozinho.

 

EXCHANGES

 

Aprenda a negociar criptomoedas em plataformas de corretoras de cambio digital.

 

 

 

LEDGER NANO S.

 

Proteja suas criptomoedas, compre a Wallet mais segura do mundo. 

 

MINERAÇÃO DE CRIPTOMOEDAS

 

Ganhe criptomoedas em casa, empreste o seu poder computacional para a rede blockchain e faça parte desse mercado.

Criptomoedas

Uma criptomoeda (um tipo de moeda Digital descentralizada) é um meio de troca que se utiliza da tecnologia de blockchain e da criptografia para assegurar a validade das transações e a criação de novas unidades da moeda.

Bitcoin

Bitcoin é uma moeda digital que pode ser usada como meio de pagamento . Os Bitcoins são controlados por uma rede peer-to-peer(pessoa para pessoa) sem depender de bancos centrais ou instituições financeiras. 

Altcoins

Altcoins são criptomoedas alternativas ao Bitcoin. A maioria dos altcoins surgiu a partir de bifurcações do código-fonte do Bitcoin, com o intuito de modificar alguns parâmetros internos da rede do Bitcoin ou adicionar novas características (features), a depender do objetivo de cada altcoin. Altcoins tambem podem ser consideradas as principais criptomoedas usadas no mercado além do Bitcoin.

Exchanges

Exchanges são plataformas de cambio de criptomoedas. São responsáveis por intermediar negócios entre compradores e vendedores de criptomoedas. Através delas é possível trocar dinheiro Fiat (fiduciário) por criptomoedas.  

Wallets

 A Wallet envia e recebe pagamentos via QR Code. Normalmente é um aplicativo para Android ou iOS que funciona como uma carteira de Bitcoin e Criptomoedas. Por meio de autenticação com uma conta, você pode não só ter controle de seu saldo, mas realizar transações com o dinheiro digital.

Mineração de Criptomoedas

Mineração é o processo pelo qual transações de moedas digitais são verificadas, validadas e adicionadas à blockchain. É também o meio pelo qual novas criptomoedas são geradas. Mineradores ganham recompensas em Bitcoin por desenvolverem esse trabalho ao disponibilizarem seus computadores para o processo.

Smart Contracts

Smart Contracts ou “contratos inteligentes” pode referir-se a qualquer contrato que seja capaz de ser executado ou de se fazer cumprir por si só.

Os Contratos inteligentes são escritos como código de programação que podem ser executados em um computador, em vez de um documento impresso com uma linguagem legal. Este código pode definir regras estritas e consequências da mesma forma que um documento legal tradicional, estabelecendo as obrigações, benefícios e penalidades que podem ser devidas a qualquer das partes em várias circunstâncias diferentes. Mas, ao contrário de um contrato tradicional, ele também pode tomar informações como uma produção de outros bens, processar essa informação através das regras estabelecidas no contrato e tomar quaisquer medidas necessárias dele como resultado.